5 maneiras de tornar-se um melhor administradorAdministradores ineficientes causam um grande dano ao mundo dos negócios hoje em dia. As suas ações e atitudes podem levar a uma diminuição de engajamento e de produtividade, menor volume de negócios, e mesmo processos na justiça. A razão número um pela qual as pessoas deixam uma empresa é um mau patrão, e 20% dos empregados sentem que seus patrões impactam as suas carreiras de maneira negativa.

As pesquisas demonstram que um relacionamento positivo com o seu administrador influencia diretamente a sua satisfação no trabalho. A forma pela qual você gerencia os seus projetos e os seus empregados afeta a produtividade de todo o seu departamento e a sua empresa – portanto o domínio das habilidades gerenciais é algo crucial. A empresária e consultora Britt Andreatta recomenda cinco tópicos nos quais o bom administrador deve concentrar-se:

1. Adote o estilo correto de administração.

Há uma profusão de estilos gerenciais, e todos eles são uma mistura de três comportamentos-chave: quanta orientação você oferece através de instruções e treinamento; quanta autonomia você dá aos empregados para tomarem decisões; e quanto você investe na construção de relacionamentos através de uma comunicação aberta, discursando e encorajando o engajamento dos empregados.

Todos nós possuímos um estilo natural de gerenciamento, mas ele só será efetivo parte do tempo. Esse estilo terá a medida certa para alguns de seus empregados, e eles prosperarão sob o seu comando. Mas se você quer que a sua equipe inteira prospere, você deve estar preparado a tornar-se escolado em mais que um só estilo. E mais importante ainda, você precisa saber quando e como trocar de um estilo para o outro.

Leia mais:   Aprenda a escutar: Como responder a queixas de clientes

2. Torne-se mais persuasivo.

O Dr. John Ullmen, professor de Administração e Organizações na UCLA (Universidade da Califórnia – Los Angeles), nota que “a nossa obsessão em sermos persuasivos muitas vezes ultrapassa a nossa capacidade de convencimento,” pois utilizamos somente uma estreita faixa de táticas, concentrando-nos naquelas capazes de convencer a nós mesmos. Para tornar-se mais persuasivo, amplie o seu kit de ferramentas.

Ullmen acredita que existem 12 táticas que podem ser usadas em várias combinações para obter-se sucesso. Elas variam das informacionais, tais como a análise racional e a citação de fontes dignas de crédito; as estratégicas, alinhando-se com as metas de alto nível ou com valores-chave; as inter-pessoais, no exercício da liderança através de um bom exemplo.

3. Defina com clareza a responsabilidade de cada um de seus comandados.

Parte do seu papel é cobrar das pessoas o resultado esperado de cada um. Entretanto, é pouquíssimo provável que eles estejam de fato trabalhando nas prioridades corretas. Scott Blanchard, co-autor do livro Alavanque O Que Você Tem De Melhor, E Descarte O Resto, conduziu um estudo que pedia aos administradores para fazerem uma lista de prioridades para cada empregado. Depois pediram aos empregados para fazerem a sua própria lista. A média de acordo entre as duas listas foi de apenas 21%.

Comunique com clareza as suas expectativas aos seus empregados, e faça uma checagem periódica para certificar-se de que todos continuam lendo pela mesma cartilha. Seja rigoroso somente nas questões que contam realmente, e seja você próprio um modelo no cumprimento das suas responsabilidades.

Leia mais:   Gestão de Crise Financeira: Primeiros Passos

4. Motive os seus empregados.

O engajamento do empregado é um fator-chave no aumento de retenção e produtividade. Segundo o professor MBA Todd Dewett, empregados engajados sentem-se emocionalmente ligados ao seu trabalho, e identificam-se com a organização como um todo. Contudo, estudos demonstram que 70% dos empregados americanos não se sentem engajados.

Um equívoco comum cometido por administradores é confundir engajamento com motivação, supondo que os seus empregados compartilham o seu mesmo nível de engajamento, e usando as mesmas táticas com todos os empregados. Os seus esforços serão mais efetivos quando você utilizar táticas diferentes para empregados diferentes.

5. Resolva os conflitos inter-departamentais.

A interação de diferentes funções e equipes é uma prática normal no mundo moderno dos negócios. Eventualmente, todo administrador tem de encarar conflitos inter-departamentais. Simon Bailey, autor do livro Libere o Seu Talento, acredita que o conflito ocorre quando há uma disputa por recursos, um relacionamento fraco e uma ausência de comunicação entre departamentos.

Ele recomenda primeiro, construa interação e conexão com a outra equipe. Aprenda mais sobre os objetivos deles e quais são os seus desafios. A seguir, esteja disposto a dar para receber. Concentre-se em como você pode ajudá-los a alcançar uma vitória. Então, mais tarde, tenha a coragem de pedir a ajuda deles em troca. Trabalhem juntos para concentrarem-se naquilo que é melhor para a empresa, e coloquem a integridade da marca na frente de metas individuais ou departamentais.

Leia mais:   Cuidado ao queimar pontes (para que não caiam em cima de você)

Pondo em prática essas eficazes estratégias, você será um melhor administrador, promovendo o sucesso da sua empresa e acelerando a sua própria carreira.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Related Post

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?