hobby em negócio lucrativoVocê tem pensado em transformar o seu hobby em um negócio lucrativo? Aqui estão seis dicas para auxiliá-lo a ganhar dinheiro fazendo aquilo que você gosta de fazer.

Execute uma análise de mercado.

Um negócio bem sucedido necessita mais do que os seus familiares próximos e amigos íntimos para mantê-lo flutuando. Examinando o mercado local, você será capaz de determinar se o seu negócio poderá ou não construir uma base permanente de clientes necessária para mantê-lo lucrativo. Investigue a concorrência local. Você tem algo único e negociável para oferecer aos consumidores? Se não tiver, continue a procurar. Isso é um sinal de que você não está ainda preparado.

Estabeleça o seu preço.

Ao transformar um hobby em um negócio, a precificação pode ser algo delicado. Muitos candidatos a empreendedor descobrem que o tempo consumido pelo seu hobby é tão grande que fica difícil torná-lo um negócio lucrativo secundário, quanto mais uma startup plena. Você terá que cobrar o suficiente pelo seu produto ou serviço para obter um lucro razoável após o pagamento das despesas, praticando um preço que não o expulse do mercado.

Vejamos um exemplo prático: não faz muito tempo, uma amiga tecelã fez a sua aritmética. Depois de calcular o custo dos bens e determinar o valor da sua hora, ela concluiu que precisaria cobrar algumas centenas de reais por um simples suéter – mesmo se retivesse para si pouco mais de um salário mínimo. Ela sabia que o mercado não poderia sustentar o seu negócio, e então optou por tecer somente peças para dar de presente à família e aos amigos.

Leia mais:   Contratar uma consultoria especializada vale a pena para sua empresa?

Faça uma experiência limitada.

Muitos negócios montados em torno de hobbies pessoais são capazes de operar em uma base limitada no início. Se você gosta de escrever, cozinhar ou fotografar, por exemplo, você pode começar pequeno, trabalhando nos fins de semana ou apenas alguns dias por mês, só para sentir o clima do mercado. Se você for capaz de construir uma base sólida de clientes, e ver-se com mais oportunidades lucrativas do que cabem em sua agenda, este é um bom sinal de que o seu negócio será bem sucedido em uma escala plena.

Pare de chamar isso de hobby.

Se você pensa seriamente em transformar o seu hobby em um negócio de verdade, está na hora de começar a tratá-lo como um negócio de verdade. Dedique horas regulares ao seu negócio. Monitore as suas despesas e as suas rendas. E separe as suas finanças profissionais das suas finanças pessoais. Converse com um consultor financeiro ou legal sobre o tipo de estrutura de negócios que seja melhor para você, e providencie a papelada necessária.

Selecione um nome para o seu negócio.

Do ponto de vista de marketing, a escolha do nome certo para o seu negócio é algo absolutamente essencial. O melhor nome deverá ser algo memorável, e explicar o que é e o que faz a sua empresa.

Leia mais:   A importância de estudar a concorrência no plano estratégico empresarial

Ponha um website no ar.

Antigamente, tudo o que você precisava para iniciar um negócio era uma placa na porta e um nome na lista telefônica. Hoje, uma presença na web é algo absolutamente indispensável. Além de auxiliá-lo a encontrar consumidores potenciais, o website do seu negócio aumenta a credibilidade da sua empresa. O seu website precisa – no mínimo – ter o nome do seu negócio na URL, descrever o seu negócio, informar os horários em que você está acessível, e suprir informações de contato de como acessá-lo por telefone ou e-mail. Se você tiver uma loja física, o seu website também deverá informar o seu endereço físico.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?