quanto vale a minha empresaA avaliação de uma empresa, o processo no qual levamos em conta todos os fatores que influenciarão de uma forma ou de outra o valor que pode ser atribuído a um determinado negócio, é uma operação delicada que requer, na grande maioria dos casos, a assistência de um especialista. Devido à grande variedade nas características de cada indústria, e mesmo à enorme diversidade que pode ser encontrada no interior de cada uma das muitas indústrias existentes, cada processo de avaliação constitui-se em um novo desafio que sempre traz ingredientes novos ao problema.

Mas afinal, quanto vale a minha empresa? Quando a empresa avaliada encontra-se em uma situação normal de operações, ou seja, com as suas atividades próprias transcorrendo de forma regular, sem problemas sérios de liquidez e gerando os lucros esperados, o avaliador tem o seu trabalho grandemente facilitado. Nesses casos, a avaliação dependerá basicamente de um estudo da situação recente do negócio, para estimar-se as probabilidades da empresa em questão de continuar apresentando resultados positivos no futuro imediato.

Evidentemente, na computação desse cálculo observaremos a incidência de diversas variáveis tais como a estabilidade do mercado, a existência de chances maiores ou menores da ocorrência de dificuldades afetando essa indústria em particular. Trata-se de um mercado em situação de expansão? Ou, ao contrário, estamos diante de um setor em situação de retração? A empresa oferece produtos originais, ou meras imitações dos líderes da indústria? Os produtos podem sofrer um processo de aperfeiçoamento a baixo custo, ou estão condenados a uma obsolescência prematura? A empresa possui uma equipe treinada e motivada, comprometida com resultados? Durante esse processo, enfim, cabe ao avaliador estabelecer o estado de saúde da empresa analisada, de forma a oferecer às partes interessadas um diagnóstico confiável das perspectivas futuras do negócio.

Leia mais:   Você está preparado para tocar o seu próprio negócio?

Como o nosso interesse aqui gira essencialmente em torno de projeções futuras confiáveis, estaremos trabalhando com valores diretamente ligados ao controle financeiro da empresa, refletido de forma geral em seus balanços recentes, e em especial na regularidade das suas atividades diárias, na pontualidade e no vigor do seu fluxo de caixa, garantias finais de que a empresa sob escrutínio, além de lucrativa, esteja também livre de problemas sérios de liquidez. Outros indicadores positivos da saúde do negócio poderão ainda ser buscados nessa área, como por exemplo: a empresa dispõe de crédito junto à rede bancária? qual é o seu histórico recente de inadimplência junto ao mercado em geral? qual é a reputação da empresa junto aos seus fornecedores tradicionais? qual é o grau de satisfação junto a clientes e consumidores? além da qualidade de seus produtos e serviços, a empresa prima por um suporte de alto nível aos seus clientes, sejam eles intermediários ou finais? a organização dispõe de um ambiente de trabalho colaborativo, onde a competição seja saudável e não tóxica?

Se você é uma pessoa observadora, notará que não dei aqui muito destaque à existência de instalações caras e sofisticadas, à presença de vastos estoques de mercadoria, uma extensa frota de veículos, etc, etc. É evidente que esses itens agregarão um importante valor à sua empresa, quando chegar a hora de avaliá-la, mas sozinhos eles não representarão uma garantia de que o negócio será rentável no prazo futuro que estiver sob observação.

Leia mais:   Como escolher um nome para a sua empresa

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?