empresas no brasil e na china

Trabalho apresentado a Universidade de São Paulo, pelos presentes autores, Jose Guilherme Ferraz de Campos; Augusto Takerissa Nishimura; Heidy R. Ramos; Rodrigo Leandro Cherez; Vivian Borges Scalfi

Ver trabalho na integra

O presente trabalho tem intuito de estudar a relação econômica impulsionada pelo empreendedorismo das PMEs, cuja relação será feita entre China e Brasil. Conforme ocorre em outros países, o empreendedorismo vem ganhado espaço no cenário brasileiro, impulsionando assim a economia.

Entre os países que compõe os Bric o Brasil esta atrás apenas da China que representa grande expansão em seu crescimento econômico, sendo impulsionado principalmente pelo empreendedorismo do país em questão. Apesar de enfrentar frequentemente grandes dificuldades, as Pequenas e Medias empresas é um embrião das grandes corporações, além de impulsionarem a concorrência.

Após analise foi identificado a grande necessidade de politicas mais concretas e estáveis, principalmente devido ao mercado internacional, além da abertura econômica, o que pode tanto proporcionar oportunidades como também ameaçar a sobrevivência das mesmas diante do mercado.

Em alguns países o empreendedorismo tem se tornado o centro das politicas publicas além de se tornarem objeto de ações de entidades supranacionais com propostas que visão simplificar o acesso ao credito e a abertura de novas empresas. Assim o empreendedorismo pode se subdividir em áreas como gestão das pequenas e médias empresas, criação e inicio de operações das PMEs.

Leia mais:   Por que optar pela consultoria online?

No Brasil como também em outros países, a necessidade de impulsionar a Pequenas e Medias Empresas, pelo fato de que grande parte das PMEs não garantem a sobrevivência no mercado por mais de um ano. Reconhecendo que é determinante para garantir a sobrevivência no mercado um estudo que resulta em um conhecimento profundo do campo de atuação, além de uma considerável experiência nos negócios.

Segundo dados da pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor cerca de treze a cada cem brasileiros estão envolvidos com alguma atividade do ramo empreendedor. Desta forma o país busca meios de incentivo, observando nesses um investimento para a economia do Brasil, como a criação do projeto da Lei Geral das micro e pequenas empresas, que tem como objetivo criar um ambiente propicio a essas organizações.

Concluindo assim, após analise feita através de tal estudo, que o ambiente econômico e legal que as empresas brasileiras estão inseridas se encontram em condições melhores no que diz respeito à preparação caso queiram investir em outros mercados.

Ainda sim fica claro a necessidade de se estruturar politicas mais concretas e estáveis no Brasil, além da necessidade de formular com mais clareza a definição das pequenas medias empresas, além de organizar politicas claras e objetivas para as PMEs.

Para o Brasil poder competir com a China que tem representado crescimento elevado no setor da economia, em grande parte exercido pela força das pequenas e medias empresas do país, seria necessário politicas que facilitassem a internacionalização e incentivos para que possam investir em equipamentos e consequentemente se desenvolver. Entretanto é necessário considerar que os resultados não aparecem em curto prazo através da implantação de politicas.

Leia mais:   A Consultoria de Recursos Humanos

ProLucro

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?