A avaliação da empresa em tempos de crise no mercadoNa hora de avaliar-se uma empresa, entre outras variáveis, o nível de risco inerente à indústria em geral, e à empresa analisada em particular, é um fator de especial importância. Começando pela situação da indústria específica em que o nosso negócio está inserido, este poderá obter uma avaliação melhor ou pior dependendo da presente conjuntura econômica atravessada pelo setor como um todo. Desta forma, por exemplo, independente da situação particular da nossa empresa nesse momento específico, o seu valor de mercado poderá acompanhar uma tendência seja de alta ou de baixa que esteja afetando a indústria como um todo. Sendo assim, ainda que a nossa empresa esteja com tudo em cima para ser bem avaliada, ela poderá sofrer uma queda de valor se, nesse momento, as empresas de todos os nossos concorrentes estiverem passando por uma situação de má avaliação.

O oposto é verdadeiro, consequentemente, na mesma medida. Mesmo que a nossa empresa esteja passando por dificuldades momentâneas, a sua avaliação poderá ganhar um impulso significativo caso o nosso setor em geral esteja vivendo uma situação de expansão, crescimento ou alta de preços afetando toda a indústria. Se a avaliação das empresas dos nossos concorrentes estiver passando por um bom momento hoje, isso irá certamente empurrar o valor do nosso negócio para cima também, mesmo que a nossa situação não seja das melhores nessa hora.

Leia mais:   Erros comuns em pesquisa de mercado: saiba evitá-los

Deixando a indústria e o mercado a que pertencemos de lado por um instante, para nos concentrarmos na situação específica do nosso negócio, podemos igualmente identificar situações de risco capazes de afetar de forma significativa o preço que a nossa empresa poderá atingir, caso nos vejamos na contingência de vendê-la ou, por uma outra razão qualquer, de saber o seu valor de mercado em um dado momento.

A maior ou menor qualidade, bem como uma boa ou má distribuição da nossa base de clientes, é um importante fator de risco que jamais deve ser negligenciado em uma avaliação competente. Trata-se de uma verdade auto-evidente que, se a média de inadimplência entre os nossos clientes for extremamente reduzida, isso agregará um valor inestimável ao nosso negócio na hora de avaliá-lo. Da mesma forma, uma alta incidência de calotes em nosso setor de crediário irá com certeza fazer baixar o valor da nossa empresa. Ainda que a nossa base de clientes seja de alta qualidade, porém, devemos sempre cuidar para que ela seja bem distribuída. De nada adianta termos os melhores clientes do mundo, se a sua má distribuição constituir-se em um sério fator de risco. Suponhamos, por exemplo, que você tenha o filé do mercado entre os seus consumidores mas que, todavia, um único cliente seja responsável por metade do seu faturamento. De repente, você pode estar se gabando a todo mundo por conta do “super cliente” que você arrumou, quando na realidade você está carregando uma bomba-relógio no colo.

Leia mais:   5 maneiras de tornar-se um melhor administrador

Os riscos envolvidos em um desequilíbrio dessa magnitude são um tanto evidentes, mas não custa nada lembrá-los: vai que alguma coisa acontece a esse cliente, uma falência, ou ele demite o seu gerente de compras, e no seu lugar ele contrata um sujeito cujo genro fabrica o mesmo produto que você, vai que esse cara morre, como é que você fica? De uma hora para outra, metade do seu faturamento pode evaporar-se no ar. E esse risco real é algo que irá certamente diminuir preciosos pontos na avaliação final da sua empresa.

Por essas e por outras, na hora de avaliar a sua empresa, jamais deixe de consultar um profissional experiente que seja capaz de apontar-lhe os fatores – nem sempre evidentes – que podem levar o valor da sua empresa lá para o alto ou lá para baixo.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?