Quero Consultoria

Preencha nosso formulário, logo entraremos em contato.

Conheça 4 metodologias de Avaliação de Empresa

Apresentação

Este artigo apresenta um resumo didático de quatro metodologias de avaliação de empresa e em quais casos cada uma delas é indicada ou não. A ProLucro sempre tenta empregar as quatro metodologias em suas avaliações, mas nem sempre isso é possível, como veremos agora. A utilização de mais de uma metodologia é comum no mercado, pois aumenta a precisão e segurança do cálculo do valor da empresa. A meta sempre é achar o preço justo para a venda ou compra de uma empresa.

As 4 Metodologias

  • Lucratividade simples
  • Lucratividade composta
  • Fluxo de caixa descontado
  • Múltiplos de Ebitda

As duas primeiras metodologias, aprimoradas pela ProLucro, buscam uma racionalização dos métodos mais comuns no mercado transacional de pequenas empresas no Brasil.

Já as outras duas são metodologias de avaliação de empresa clássicas em transações de médias e grandes empresas. Sua limitação no emprego de avaliação de pequenas empresas está no fato de que consideram cenários de longo prazo, mínimo de 5 anos. E prever o futuro para médias e grandes empresas consolidadas é temerário no Brasil e mais ainda no caso de pequenas empresas. A qualidade da gestão, por exemplo, é muito mais importante que o cenário externo.

As 2 Realidades

A ProLucro pode trabalhar ainda em alguns casos com dois cenários:

  • Realidade Atual
  • Realidade Provável

A Realidade Atual considera apenas a situação atual da empresa, com seus números e resultados.

Já a Realidade Provável é para os casos em que há fortes indícios de que poucas mudanças na gestão e/ou modelo do negócio da empresa que exijam nenhum ou pouco investimento financeiro podem alavancar seu faturamento e resultado operacional. Nessa nova realidade, provável, o valor da empresa alcança um valor maior.

A Realidade Provável é fundamental para calcular um preço justo para empresas em fase de prejuízo operacional ou baixa lucratividade. Pelos métodos clássicos elas seriam subavaliadas.

Metodologia de Avaliação de Empresa 1: Lucratividade Simples

Essa metodologia foca a simples remuneração do capital investido, como em uma aplicação financeira clássica ou a compra de um imóvel para locação.

O que a Metodologia ProLucro faz é racionalizar o cálculo da taxa de remuneração, associando a mesma ao risco da atividade. A ProLucro avalia a atividade e as atuais condições da empresa e determina qual o nível de risco dela. Maior risco, maior taxa de remuneração, e vice e versa. O Lucro Operacional é então dividido pela taxa de risco, calculando a primeira parte do valor da empresa.

A metodologia calcula ainda o que chamamos de Patrimônio Líquido Excedente. Passivos e ativos desnecessários à operação da empresa são destacados e somados ao preço. Eles podem, assim, aumentar ou diminuir o valor calculado na primeira parte.

As limitações desta metodologia de empresa são principalmente:

  • Não se aplica a empresas que não estão tendo lucro, pois o valor de compra seria negativo
  • Subvaloriza empresas em fase de baixa lucratividade

Metodologia de Avaliação de Empresa 2: Lucratividade Composta

Essa metodologia aprimora a prática muito comum no mercado de dar valor às pequenas empresas a partir do faturamento e patrimônio líquido. Na prática, soma-se o valor do Patrimônio Líquido ao valor calculado pela multiplicação de um coeficiente sobre o valor do faturamento mensal.

O que a metodologia ProLucro faz é racionalizar o cálculo desse coeficiente. Para isso ela calcula o lucro operacional da empresa e o aplica em uma tabela, que disponibiliza então o coeficiente mais adequado. Esse método evita a subavaliação de empresas em momento de baixa lucratividade.

As limitações desta metodologia de avaliação de empresa são principalmente:

  • Pode supervalorizar empresas de baixa lucratividade

Metodologia de Avaliação de Empresa 3: Fluxo de Caixa Descontado

A base neste caso é a projeção dos resultados econômico-financeiros da empresa a longo prazo, em geral 5 anos. Calcula-se o lucro de todo esse período futuro e transforma-se ele em um valor no dia de hoje, data da compra da empresa. De forma simplificada, este valor descontado é o valor da empresa.

Para esse cálculo, usa-se uma Taxa de Desconto, que se equipara aos juros / remuneração que o investidor deseja receber pelo seu dinheiro ao longo deste período. Essa taxa tende a ser maior quando o risco daquela projeção não se cumprir for maior.

As limitações desta metodologia são principalmente:

  • Não se aplica a empresas que não estão tendo lucro, pois o valor de compra seria negativo
  • Subvaloriza empresas em fase de baixa lucratividade
  • Trabalha com projeções de longo prazo, algo muito temerário no Brasil e em especial no caso de pequenas empresas

Metodologia de Avaliação de Empresa 4: Múltiplos de EBITDA

EBITDA é a sigla de Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization. Traduzindo: Ganhos Antes de Impostos, Taxas, Depreciação e Amortização. Na prática, é o lucro operacional, caso exista, antes de deduzir os impostos. E antes também de ser utilizado para pagar outras obrigações não operacionais.

Esse é um valor anual. Multiplica-se o mesmo por fatores que quase sempre estão entre 3 e 6. Em tese, ele espelha a capacidade de geração de caixa da empresa. Muito utilizado na avaliação de grandes empresas, é tão ou mais limitado que o Fluxo de Caixa Descontado.

Assim como o FCD, as limitações desta metodologia são principalmente:

  • Não se aplica a empresas que não estão tendo lucro, pois o valor de compra seria negativo
  • Subvaloriza empresas em fase de baixa lucratividade
  • Trabalha com projeções de longo prazo, algo muito temerário no Brasil e em especial no caso de pequenas empresas
  • Trabalha com os números antes dos impostos, o que pode gerar fortes distorções em um país com alta carga tributária e pouca flexibilidade no planejamento tributário das pequenas empresas.

Quais são os fatores mais importantes na avaliação?

As diversas metodologias de avaliação de empresa consideram vários fatores, mas os mais importantes são:

  • Faturamento
  • Lucratividade / Resultado Operacional
  • Patrimônio Líquido
  • Projeção de Futuro / Tendência de Mercado

Para conhecer mais sobre esses quatro fatores, recomendamos a leitura deste artigo:

Avaliação de Empresa: o que é e como é feita?

E para quem quiser se aprofundar um pouco mais, recomendamos ainda:

Avaliação de Empresa: quem contrata e o porquê

Como vender uma empresa em crise?

Sucesso.

Flávio
Flávio Barcellos Guimarães
Consultor
CEO ProLucro

ABRIR UM NOVO NEGÓCIO

Plano de negócios

Começar do zero, abrir uma filial, comprar uma empresa aberta, entrar de sociedade, investir nos outros…
A ProLucro vai te auxiliar.
Saber mais

MELHORAR MEU NEGÓCIO ATUAL

VAMOS LÁ!

Organizar, crescer, aumentar o lucro, sair da crise, trabalhar com mais prazer, trabalhar menos, fazer minha sucessão…
A ProLucro vai te auxiliar.
Saiba Mais

CONSULTORIA ONLINE

VAMOS LÁ!

Conte com nossos profissionais para aumento do desempenho e sucesso do seu negócio.
A ProLucro vai te auxiliar.
Saiba Mais

SABER QUANTO VALE MEU NEGÓCIO

VAMOS LÁ!

Querem comprar meu negócio, às vezes penso em vender, tenho um investidor interessado, quero saber o valor da minha empresa…
ProLucro vai te auxiliar.
Saiba Mais

Compartilhe

Quer conversar com um consultor sem compromisso?

Quero!

Preencha nosso formulário, logo entraremos em contato.

Cadastre-se em nossa Newsletter

Receba dicas e novidades exclusivas da ProLucro direto em seu e-mail.