bom plano estratégico empresarialUm bom plano estratégico empresarial pode começar, por exemplo, com uma análise detalhada da indústria específica que você elegeu explorar. Trata-se de uma indústria tradicional, ou de um setor inteiramente novo da economia? No primeiro caso, você terá ao seu dispor uma vasta literatura detalhando todos os aspectos importantes do mercado, a experiência de terceiros que chegaram ao mercado antes de você, com toda a sua bagagem de sucessos que você tentará imitar, bem como o seu rosário de fracassos que você, na posição de um recém-chegado privilegiado, não precisará repetir. Ao eleger trilhar o caminho bem conhecido de uma indústria tradicional, portanto, você estará correndo menos riscos. Esse é o lado bom dessa escolha. O lado duro dessa opção, todavia, é que você estará competindo com feras que dominam o mercado a décadas, e as suas chances de bater esses concorrentes serão muitíssimo reduzidas.

Muito bem, e o que dizer dos produtos do momento ou, melhor ainda, dos produtos do futuro? Aqui, naturalmente, você encontrará uma situação oposta. Você optou pelo pioneirismo, oferecendo produtos e serviços que ninguém vendeu antes. Não existem mapas do terreno onde você está pisando, e cabe a você cometer todos os erros e dar todas as mancadas típicas de todo empreendimento experimental. Você estará exposto a inúmeros riscos e precisará fazer uso de todo o seu sangue frio para ir em frente nessa aventura. Os perigos são tantos que você precisará de fato pensar com cuidado se vale mesmo a pena levar essa idéia adiante. Mas se você for mesmo um pé quente e a sua idéia vingar, você terá grandes chances de ser um líder da indústria. Nesse caso, a fera que vai chegar primeiro e dominar o mercado na frente dos concorrentes será você e não os outros.

Leia mais:   O que é e quais são os tipos de pesquisa de mercado?

Ainda que o seu produto ou serviço seja mesmo algo inteiramente revolucionário, isso não significa que você deva dar um salto no escuro. Antes de comprometer vastos recursos em um empreendimento de risco, você desejará fazer uma pesquisa de mercado conduzida por profissionais do ramo, destinada a sondar o público consumidor, e comprovar a real existência de um mercado disposto a consumir a novidade que você deseja oferecer, a preços competitivos. Esse tipo de pesquisa geralmente consiste no preenchimento de formulários com as respostas do público consultado. Tais formulários podem ser disponibilizados através de mídias diversas, como por exemplo, entregues pelo correio com inclusão de selo de resposta, preenchidos pelo próprio coletor através de contato telefônico, preenchimento online através da Internet, etc.

Uma vez estabelecida a viabilidade do seu empreendimento, baseada em uma análise científica da sua pesquisa de mercado, a página seguinte do seu plano estratégico empresarial deverá conter as metas iniciais do seu negócio, se possível acompanhadas de um cronograma que lhe permita monitorar os seus resultados ao longo da linha do tempo. Há uma grande chance de que ao fim do primeiro período sob observação você precise rever as suas metas, para adaptá-las ao ritmo da realidade que você estiver encontrando pela frente. Você poderá descobrir, por exemplo, que foi excessivamente otimista em suas estimativas preliminares, e seja obrigado a trabalhar com metas algo mais modestas. E é claro, você pode ver-se às voltas com uma situação totalmente inversa, e concluir que as suas metas originais foram um tanto tímidas, e pisar no acelerador para correr atrás – não do prejuízo – mas dos lucros que ficaram para trás.

Leia mais:   Intuição x Razão na Administração

E lembre-se sempre disso, um plano estratégico empresarial nunca fica pronto: você sempre encontrará meios de aperfeiçoá-lo e adaptá-lo às flutuações naturalmente dinâmicas do mercado.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?