Como selecionar o investidor certo para o seu pequeno negócioA todo momento ouvimos discussões sobre as diferentes formas de obter financiamento para o seu negócio, mas um aspecto fundamental dessa questão é encontrar o investidor certo para a sua empresa. Façamos algumas considerações supostamente importantes ao optar-se por um determinado investidor.

Faça a sua própria investigação.

É espantosa a pouca atenção dada por empreendedores a quem são os seus investidores, quais são os seus interesses, ou como eles tomam as suas decisões. Isso é especialmente verdadeiro quando comparado ao esforço que a maioria dos investidores imprime às suas próprias investigações antes de fazer um investimento ou um empréstimo. Nós sabemos muito bem que, na maioria das vezes, você pode não ter o privilégio de poder escolher entre vários investidores mas, mesmo assim, você precisa ainda estar ciente de quem você está trazendo para compartilhar a sua cama.

Seja lá qual for o investidor que você tem em mente – uma agência governamental, um banco ou uma firma de capital de risco – cada investidor possui uma filosofia de investimento que você precisa compreender. Investidores, de forma muito semelhante a empreendedores, possuem os seus próprios investidores, modelos de negócios, e desafios de diferenciação. Esses fatores são alguns dos propulsores das suas estratégias e, portanto, precisam ser compreendidos pelos empreendedores.

Algumas questões a serem levantadas incluem:

– O investidor busca por um valor percentual ao seu investimento, ou por um retorno em valores absolutos?

– Irá ele investir o seu tempo assistindo-o com consultoria e agindo como um mentor?

Leia mais:   Ideia de negócio: como saber a hora de desistir (ou continuar)

– Quais são os pontos fortes e os pontos fracos do investidor?

– Quais são os prazos de retorno do investimento?

Você só deve deixar entrar um investidor depois de fazer uma investigação mínima sobre ele, e de concluir que ele é o investidor certo para a sua empresa, para o seu plano de negócios, para o seu modelo de negócios e para a sua experiência.

Conduza uma exaustiva pesquisa na Internet.

Pesquisas na Internet são rápidas e baratas, além de poder poupar-lhe grandes dores de cabeça no futuro. A exemplo dos Estados Unidos e Europa, começa a popularizar-se no Brasil o conceito de “investidores-anjos” – pessoas físicas e/ou jurídicas possuidoras de capital, e desejosas de investi-lo nas idéias criativas de todo tipo de empreendedores (busque “investidor-anjo” no Google, e você se surpreenderá com a variedade de ofertas nessa área).

Uma outra opção é conversar com alguém que já trabalhou com o investidor. De forma ideal, você deve contactá-lo pessoalmente para evitar um pré-julgamento mas, se isso não for possível, peça a seu investidor que lhe forneça uma referência. Saber como o investidor comporta-se em diferentes situações, tanto em nível pessoal quanto profissional, pode lançar muita luz sobre o que você poderá esperar dali para a frente. Não deixe de falar com gente que obteve – e que não obteve – um investimento com ele, e você se surpreenderá com o número de vezes, ao contrário do que se supunha, em que as opiniões sobre o investidor não corresponderão às suas expectativas iniciais.

Leia mais:   Intraempreendedorismo: como ele pode ajudar a sua empresa a crescer?

Alinhe os seus interesses.

Busque por um alinhamento de interesses com o seu investidor. Isso significa que você deve assegurar-se de que o investidor esteja encarando o negócio nos mesmos termos que você, em muitos aspectos. Algumas questões a serem consideradas incluem:

– O investidor veio para ficar, ou só ficará com você por um breve intervalo?

– Como ele irá comportar-se se o negócio passar por um aperto e precisar de um dinheirinho extra para entrar de volta nos trilhos?

– Estará ele disposto a investir mais quando o negócio crescer?

– O investidor concordará em trazer a bordo investidores adicionais, caso não possa (ou não queira) continuar apoiando-o?

Todo negócio topa aqui e ali com dilemas e desafios. Quando uma empresa vê-se em uma encruzilhada crítica, as chances de que tanto o proprietário do negócio quanto o investidor desenvolvam processos mentais similares, e proponham soluções similares para a crise, são muito maiores quando os seus interesses estão alinhados. O desalinhamento aumenta a probabilidade de um lado tentar tirar vantagens do outro, ameaçando a sobrevivência do negócio ou, simplesmente, prejudicando o seu sucesso potencial.

Busque um investidor que compreenda o seu negócio.

Muitos investidores podem oferecer-lhe muito mais que o seu dinheiro. É claro que você sempre poderá buscar por um mentor mas, se puder encontrar um investidor que seja também um mentor, então você terá acertado na mosca. Há também várias razões de ordem prática pelas quais é melhor encontrar um investidor que compreenda o seu negócio. Em primeiro lugar, um investidor conhecedor do seu mercado tem uma probabilidade muito maior de desejar investir em você, pois esse mercado situa-se em sua zona de conforto. Em segundo lugar, se um investidor com esse perfil estiver relutante em apoiá-lo, isso pode ser uma boa indicação de que alguns aspectos do seu plano de negócios devam ser revistos.

Leia mais:   DemoDay Minas Reúne Investidores e Empresários em Belo Horizonte

Tenha sempre em mente que algumas pessoas com muitos anos de janela em uma determinada indústria poderão estar menos receptivas a novas idéias, portanto não desanime se ela decidir não investir em você. Todavia, mesmo se um cara desses rejeitar a sua abordagem, não perca essa grande oportunidade de obter um cândido e experiente feedback de um especialista da indústria. Enfim, investidores que compreendem bem a sua indústria podem ajudá-lo em quase todos os aspectos de se tocar o seu negócio: levantamento de fundos, estratégias de marketing, busca por clientes, definição de linhas de produção e criação de parcerias, para citar apenas alguns.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?