A Consultoria Empresarial é uma atividade relativamente recente. Até bem pouco tempo o empreendedor – fosse ele um industrial, um fazendeiro, um comerciante ou um prestador de serviços – organizava os seus negócios de uma forma um tanto intuitiva, baseada nos seus próprios erros e acertos, o conjunto dos quais constituía a sua assim chamada experiência empresarial. Com um pouco de sorte, ele poderia herdar parte desse conhecimento dos seus próprios ancestrais, quando se tratasse de um empreendimento fundado em uma tradição familiar, mas o que dizer do empreendedor a quem coubesse ele próprio fundar essa tradição?

Consultoria Empresarial: Para Quê Isso?Não iremos aqui perder tempo com a estéril discussão daquilo que é mais importante: a inata intuição empresarial ou o conhecimento adquirido através do esforço pessoal? Os dois são importantes, e sai ganhando o empresário ambicioso, determinado a possuir tanto uma arma quanto a outra. O “empresário intuitivo” não pode dar-se o luxo de ignorar as ferramentas e as técnicas oferecidas pela moderna tecnologia, assim como o “empresário estudioso” só tem a ganhar se for capaz de somar ao seu conhecimento teórico a sábia experiência, a qual somente a prática continuada pode proporcionar.

Tanto no mundo dos negócios como fora dele, nós sabemos muito bem que ninguém é perfeito. O empreendedor é acusado frequentemente de ser obstinado e cabeça-dura, não tendo portanto paciência para engolir conselhos seja de quem for. Mas se a obstinação (ou teimosia, como preferem alguns) muitas vezes é um ingrediente essencial para o sucesso de qualquer empreendimento, o excesso de confiança na sua própria “intuição,” em prejuízo da sabedoria longamente estabelecida pelo mercado, jamais será uma virtude.

Leia mais:   Plano de Negócios, Planejamento Estratégico e Consultoria para pequenas empresas: Será que precisa?

A primeira admissão que o grande empreendedor precisa fazer a si mesmo é essa: que ele, apesar do seu tino, do seu talento, da sua visão de negócios… não é perfeito. A partir da humildade dessa auto-avaliação, ele terá a exata medida de onde deverá buscar os talentos com os quais ele não nasceu, ele irá visualizar com clareza as pessoas talentosas destinadas a seguir as suas ordens, enquanto ele estiver ocupado fazendo aquilo que realmente sabe fazer: ganhar montes de dinheiro.

A necessidade da Consultoria Empresarial nasce justamente do esgotamento desse modelo do empreendedor meramente “intuitivo.” Se você for um empreendedor intuitivo, então ótimo, mas não se deixe levar pela ilusão de que isso resolverá todos os seus problemas. Ninguém precisa ser um gênio para perceber que a tendência do mercado é tornar-se mais e mais competitivo a cada dia. E você certamente corre o risco de ter uma ingrata surpresa, se pensa que um competidor esforçado e estudioso jamais será capaz de bater a sua famosa intuição. Principalmente se esse concorrente estiver turbinado pela assistência de uma Consultoria Empresarial competente.

Benvindo ao futuro. A principal tarefa de uma boa Consultoria Empresarial é identificar os gargalos onde a sua empresa esteja perdendo tempo e dinheiro, os quais, como você sabe, são dois sinônimos no mundo dos negócios. E já não basta tornar a sua empresa eficiente onde ela esteja sendo ineficiente, é preciso ainda torná-la muito mais eficiente, onde ela já esteja sendo meramente eficiente. Tarefas repetitivas devem estar a cargo de computadores, e não de seres humanos. Não é à tôa que, no Primeiro Mundo, o foco das firmas de Consultoria Empresarial esteja se concentrando cada vez mais na implementação de mecanismos baseados na Tecnologia da Informação (TI). Se o seu concorrente ainda não contratou uma Consultoria Empresarial de qualidade, sorte a sua. No dia em que ele o fizer, você não vai demorar a perceber a crucial importância desse detalhe.

Leia mais:   ProLucro: 20 anos (minha empresa de consultoria)

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?