5 dicas para criar um ambiente de trabalho saudável e produtivoTrabalhar requer muito mais do que apenas concentração e conhecimento. Um bom rendimento no expediente está intimamente ligado ao bem-estar do profissional, e se existe algo que influencia este fator é a condição do ambiente de trabalho. Um espaço intimidador, pouco atrativo e mal cuidado costuma levar a um baixo rendimento, descontentamento dos colaboradores e gera um desequilíbrio no clima organizacional. É fundamental ter alguns cuidados. Confira a seguir 4 dicas fundamentais para a construção de um ambiente de trabalho saudável e produtivo!

Cuide das instalações

Cuidar da infraestrutura é o primeiro passo para garantir um bom ambiente de trabalho. Um local fechado, com pouca luminosidade natural e circulação de ar prejudicada (ambientes muito fechados são propícios para a disseminação de doenças contagiosas).

Procure providenciar um ambiente agradável e lembre-se que a ideia de não possuir janela para evitar distrações não é uma boa saída. Afinal, a sensação de entrar em um cubo fechado com a luz do dia e sair com o sol indo embora é algo que deixa muita gente infeliz.

É importante frisar que atividades específicas requerem ambientes propícios, isso significa que cada trabalho exigirá um tipo de ambientação, por exemplo, uma academia precisa de muito mais ventilação e luminosidade do que um Data Center.

Atente-se aos aspectos humanos

Um ambiente de trabalho saudável não está relacionado apenas com as instalações. As relações sociais são fundamentais para definir o rendimento e satisfação dos trabalhadores. Por isso, nesta segunda parte analisaremos como as interações podem ser aproveitadas para ampliar os resultados e a felicidade de todos.

Leia mais:   O planejamento estratégico em empresas familiares

Dê a cada um sua devida importância

O líder deve transparecer para sua equipe que o trabalho de cada um é fundamental. Funcionários que não se sentem contemplados pelos gestores ou que não tem o reconhecimento necessário trabalham desmotivados e podem contaminar os demais. Procure sempre reforçar que todos são fundamentais para o bom andamento dos trabalhos.

Crie a cultura do diálogo

Em vez de estruturar a hierarquia de maneira verticalizada (manda quem está em cima e obedece quem está abaixo) procure ampliar a autonomia das equipes e liberdade criativa. Funcionários que sentem que há uma abertura para falar com os superiores e apontar quais são seus descontentamentos sem ter medo de ser desligado também sentirão liberdade para propor novas ideias, e é diante dessa situação que podem surgir grandes inovações. Cada funcionário, mesmo que ele não ocupe um cargo alto, é capaz de oferecer algo positivo, por isso não feche os canais de comunicação.

Conheça e ajude a criar um clima organizacional agradável

Um gestor de equipes deve conhecer o conceito de clima organizacional. Tratam-se de propriedades do ambiente de trabalho que são percebidas de maneira direta ou indireta pelas pessoas que circulam pelo ambiente. Em outras palavras, é como o ambiente é sentido pelos colaboradores, o que faz com que ele funcione como indicador da satisfação da equipe em relação ao trabalho, à cultura da empresa e outros fatores como maneiras de se comunicar, ações do RH e valorização profissional.

Leia mais:   Construindo uma equipe competente - Ciência ou Arte?

Uma empresa que está em processo demissional, desligando colaboradores sem sobreaviso, ou que é muito engessada e burocrática, provavelmente terá um clima organizacional mais tenso do que uma empresa que adota uma comunicação mais aberta e transparente e que se preocupa com a felicidade dos seus funcionários.

Permita a mobilidade

Muitas empresas controlam severamente a movimentação de seus colaboradores. Existem relatos de empresas que regulam as idas ao banheiro e as pausas entre uma tarefa e outra. Um controle muito rígido e que beire o autoritarismo é, além de antiético, prejudicial para o relacionamento entre equipes e gestores. Funcionários que se sentem confortáveis para fazer uma pausa e recuperar as energias trabalharão de maneira mais produtiva e harmoniosa do que aqueles que se sentem presos e controlados.

Essas são algumas dicas valiosas para valorizar o ambiente corporativo e garantir a harmonia entre os colaboradores. Agora que você sabe o que fazer para ter um ambiente de trabalho saudável e produtivo, que tal descobrir quais são os erros mais comuns na hora de realizar o planejamento estratégico?

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?