5 dicas para economizar recursos financeiros na empresaMomentos de crise financeira, como a que o país está atravessando agora, trazem dificuldades para a maioria das empresas, principalmente as pequenas e médias. Mas a economia deficitária também pode apresentar boas oportunidades para uma revisão de processos, que levará a organização a economizar recursos. O resultado disso será uma melhor produtividade e, consequentemente, mais eficiência e lucratividade no futuro.

Para fazer um bom controle financeiro, baseado na revisão de processos que vêm sendo realizados de forma mais onerosa que o necessário, é fundamental que os administradores da empresa tenham, na ponta do lápis, todos os custos realizados pela organização. Com isso, é possível tomar atitudes para economizar recursos.

Confira, abaixo, 5 dicas de onde cortar para ter um negócio mais eficiente!

1. Terceirize serviços

Existem alguns serviços essenciais que devem ser realizados por funcionários da própria empresa. Mas também existem aquelas tarefas que não estão, necessariamente, ligadas ao negócio ou ao produto final. São aquelas realizadas pelas chamadas áreas meio.

Dependendo do que se gasta para manter funcionários responsáveis por essas áreas, o empresário pode fazer um estudo do custo necessário para terceirizar alguns desses serviços. A terceirização é um modelo de negócios que possui vantagens e desvantagens, mas deve ser considerado no momento de economizar recursos. Não deixe de pesquisar.

2. Examine suas contas

Quanto sua empresa está gastando com água? Ou com a conta de luz? E os telefones corporativos? Dependendo do tamanho da organização é difícil ter noção do uso pleno desses recursos e, consequentemente, pode estar havendo desperdício.

Leia mais:   5 erros de gestão que até empresários experientes ainda cometem

Uma boa dica é realizar um estudo sobre os serviços de telefonia usados na empresa, quais planos estão em vigor e pedir às operadoras uma nova proposta, mais adequada à realidade da sua empresa. Isso vale para todas as contas de consumo.

3. Troque servidores por nuvens de dados

Já foi o tempo que as empresas necessitavam manter servidores enormes, caríssimos e que precisavam de manutenção por equipes especializadas. Hoje em dia, existem diversas empresas de tecnologia que fornecem o armazenamento de dados em nuvem.

Além da segurança proporcionada, o valor a ser pago para a empresa é muito menor do que a manutenção exigida pelos servidores próprios. E ainda há a possibilidade de aumentar ou diminuir a quantidade de dados armazenados de uma forma fácil e rápida.

4. Realize uma campanha de redução de gastos entre os funcionários

As receitas para economizar recursos podem estar mais perto do que se imagina. Seus funcionários estão mergulhados na rotina da empresa e conhecem o processo melhor do que qualquer outra pessoa. Por isso, eles são os consultores mais indicados para sugerir melhorias.

Você pode criar uma espécie de banco de ideias e oferecer premiações simbólicas para os funcionários que tenham suas ideias implementadas. Além de economizar recursos, você ainda colabora para a melhoria do clima organizacional.

5. Diminua a impressão de documentos

Em pleno século XXI, não há mais nenhuma razão para que uma empresa gaste rios de dinheiro com impressão de documentos. Obviamente existem relatórios que devem ser impressos, obrigatoriamente. Não é preciso realizar um corte drástico e radical.

Leia mais:   O lado bom e o lado ruim de um ambiente de trabalho virtual

Mas é preciso rever, inclusive solicitando que funcionários abandonem velhos hábitos. As plataformas digitais atuais oferecem plenas condições de leitura. Não é mais necessário imprimir tudo. Uma boa dica é implantar uma cota mensal de impressão para cada funcionário, ou setor.

Este post foi útil para você? Então compartilhe este conteúdo nas redes sociais e também ajude seus amigos a buscarem formas de economizar recursos!

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?