gestao-de-crise-em-pmes-5-passos-para-driblar-as-dificuldadesUma pesquisa feita pela Neoway — uma empresa de consultoria especializada em inteligência de mercado — demonstrou que quase 2 milhões de empresas fecharam suas portas em 2015 no Brasil devido à crise econômica. Mas, mesmo sendo um reflexo das dificuldades encontradas atualmente, esse quadro não precisa ser uma sentença para a sua PME.

Ao contrário, com as dicas certas é possível fazer uma gestão adequada que fortaleça o seu negócio e permita que você drible essas dificuldades. Quer saber como? Então veja a seguir 5 passos de gestão de crise para seguir com o seu negócio!

1. Identifique as verdadeiras causas da crise

Com as dificuldades que surgem no caminho da sua PME durante a crise, é fundamental aumentar o controle de processos. Quanto mais controle você tiver, melhor será a gestão do seu negócio, e mais fácil vai ser tomar decisões acertadas. Aqui o ponto mais importante é identificar as verdadeiras causas de uma eventual crise — que quase sempre são internas.

E, finalmente, saber se aquelas mesmas pessoas que colocaram a empresa nessa situação estarão engajadas e terão fôlego para superar os desafios. Isso será crucial, porque as pessoas dificilmente reconhecem seus erros e se mostram dispostas a superá-los.

2. Aposte na inovação

Muitas empresas julgam que a crise deve significar estagnação, mas não existe nada mais perigoso do que ficar parado. Com o mercado mudando a todo momento, a turbulência causada pelas dificuldades deve servir apenas como mais um motivador para as mudanças.

Leia mais:   Avaliação de Empresa: o que é e como é feita

Nesse sentido, é importante apostar continuamente em inovação. Nesse sentido, reconhecer novas necessidades de mercado, melhorar processos e produtos e mudar a forma de atender o público são apenas algumas opções que dão mais robustez ao seu negócio.

3. Invista no marketing

A gestão de crise de uma PME também deve considerar outro ponto importante: a necessidade de investir em marketing. Esse tipo de investimento aumenta a exposição de marca, gera novos contatos e novas oportunidades de negócio de maneira geral.

Na crise, os investimentos podem ser focados no inbound marketing, ou marketing de atração. Com o uso de estratégias de marketing digital, por exemplo, é possível garantir que o negócio atraia novos compradores de maneira mais barata e ainda mais eficiente.

4. Reduza os custos do jeito certo

Com a diminuição do faturamento, é natural que um momento de crise exija que o negócio enxugue a sua estrutura de maneira geral. Isso faz com que a redução de custos seja ainda mais importante e estratégica. Apesar disso, reduzir todos os custos ou qualquer um deles não é tão eficiente quanto parece.

Reduzir um custo que impacte diretamente o nível de qualidade, por exemplo, fará com que as vendas sejam ainda menores. Por isso, é necessário fazer um planejamento adequado para reduzir seus custos da maneira certa.

Leia mais:   Saiba como otimizar os processos da sua empresa

5. Busque orientação

De fato, o processo de gestão de crise de PMEs não é simples, e pode trazer algumas armadilhas. Para enfrentar essas dificuldades do jeito certo e de maneira mais fácil, uma possibilidade inclui buscar orientação com profissionais especializados. Ao contratar uma assessoria, por exemplo, você garante que o seu negócio tenha todos os recursos exigidos para conseguir melhores resultados ainda que na crise.

Seguindo todos esses passos, ficará mais fácil garantir que a sua PME vença a crise de maneira robusta e consistente. Gostou do post? O que você anda fazendo para driblar as dificuldades? Deixe-nos o seu comentário!

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?