estudar a concorrênciaUm dos elementos mais importantes que devem ser levados em conta em todo planejamento estratégico empresarial é a concorrência estabelecida na indústria da sua escolha. Sejam quais forem os produtos e serviços que irão compor a sua linha de negócios, eles serão inevitavelmente comparados aos produtos e serviços oferecidos pelos outros competidores presentes no mercado. Queira ou não queira, portanto, você é obrigado a estar atento diariamente ao comportamento dos seus concorrentes, tomar nota de cada inovação que eles trazem à indústria, de cada estratégia nova de preços praticada por eles, de cada nova manobra agressiva destinada a abocanhar uma fatia adicional do mercado.O seu concorrente lançou uma linha de produtos inteiramente nova. Como o seu plano estratégico empresarial reagirá a isso? Você irá simplesmente tentar copiar a ideia ou, quem sabe, dar um passo além, e lançar um produto ainda melhor do que a grande novidade deles? Um dos seus competidores dá início a uma guerra de preços, atribuindo valores irresistíveis a seus produtos e serviços. Qual será a estratégia recomendada pelo seu plano nesse momento crítico? Você irá fazer uso das mesmas armas, baixando os seus próprios preços mais ainda (para a delícia do consumidor), ou quem sabe, optar por uma tática diversiva, e tentar convencer a clientela de que os seus produtos e serviços são, na realidade, de uma qualidade um tanto superior, merecedora de preços igualmente superiores?

Leia mais:   Sumário executivo: a parte mais importante do seu plano de negócios

A não ser que você esteja de posse de um monopólio absoluto do peixe que você vende, os seus concorrentes sempre constituirão uma variável primordial no seu plano estratégico empresarial. Um dos seus concorrentes está passando por dificuldades? Antes de sair por aí comemorando, não deixe de tentar fazer um diagnóstico dos problemas que ele enfrenta hoje, pois muito provavelmente, por ele pertencer à mesma indústria que você, esse talvez seja um problema que virá bater também à sua porta mais cedo do que você pensa. Em um plano estratégico empresarial, você se esforça para prever as dificuldades antes que elas aconteçam, e uma das formas mais fáceis de realizar essas previsões é através da observação atenta das dificuldades enfrentadas por seus competidores.

vitrines comerciaisQuando se fala em “estudar a concorrência”, a primeira ideia que vem à mente de muitas pessoas é uma cena de filme de espionagem industrial, com um indivíduo mascarado invadindo a loja do concorrente na calada da noite, com uma lanterna na mão. Felizmente, porém, você não precisa recorrer a esses extremos para coletar as suas informações, já que existe uma infinidade de maneiras perfeitamente legais para obtê-las. A primeira delas, e também a menos complicada, é simplesmente entrar na loja dele (de dia, e pela porta da frente) e fazer umas comprinhas. Você naturalmente aproveitará o ensejo para bater um papo cortês com o proprietário e seus empregados, e saberá extrair dessa conversa, bem como da sua exploração visual da loja concorrente, uma profusão de dados que enriquecerão de forma significativa o seu plano estratégico empresarial.

Leia mais:   Intraempreendedorismo: como ele pode ajudar a sua empresa a crescer?

Enfim, ao reservar aos seus competidores um lugar de destaque no seu planejamento estratégico empresarial você descobrirá que, além de ferrenhos adversários na disputa diária pela preferência do consumidor, eles estão também expostos aos mesmos riscos que você, e que, competição à parte, há muito a se ganhar com uma política de solidariedade e de união na defesa dos interesses da indústria da qual todos fazem parte. E você poderá acabar concluindo que a melhor maneira de “espionar” o seu concorrente é convidando-o para almoçar, vez por outra, em um bom restaurante da cidade.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?