Trabalho de Monografia apresentado a coordenação do curso de ciências contábeis na Faculdade Lourenço Filho, pelo autor Julio Wagner Nascimento Rolim, na cidade de Fortaleza no ano de 2010.

Seguir integra do trabalho

O estudo em questão chama a atenção para o sistema organizacional das Pequenas e Medias Empresas (PMEs), que encontra constante pressão para cumprir metas. Contudo sendo de suma importância o Controle interno, a fim de proporcionar a produção de dados confiáveis, auxiliando para o controle de uma administração de forma ordenada nos diversos setores das empresas.

O possível crescimento das PMEs nos diversos âmbitos seja em diversificações ou em tamanho, pode consequentemente originar em uma dificuldade de controle de diversos setores. Fazendo assim necessária a utilização de mecanismos de auxilio no controle de fiscalização dos mesmos, originando desta forma um maior grau de eficiência e eficácia.

O controle interno vem se estabelecendo como uma das ferramentas de maior excelência para uma boa manutenção da empresa, por mostrar eficiência ao evitar possíveis erros, assim como na investigação de procedimentos ilegais e fraudulentos que podem ser prejudiciais às empresas em questão, recebendo dessa forma um reconhecimento gradativamente maior por parte das mesmas.

Importância esta dada ao controle interno para um maior preparo da administração das pequenas e medias empresas após analise e observação do papel desenvolvido pelas mesmas. Principalmente pelo fato dessas terem desenvolvido importante evolução, refletindo na economia do país através da inovação, como também das rotinas internas desenvolvidas no interior das pequenas e médias empresas (PMEs). Necessitando desta forma um maior preparo no processo administrativo.

Leia mais:   Melhorias com a Implantação do Plano de Cargos e Salários

Nas conclusões alega-se a importância do controle interno no diversos setores das pequenas e medias empresas, decorrente da constante evolução desses empreendimentos, podendo o controle interno ser implantado a diferentes setores das empresas, assim também como em empresas de grande porte, desde que seja respeita a relação custo beneficio, sendo que o objetivo principal de tal trabalho é obter excelência em todos os âmbitos.

O controle interno se faz útil por facilitar o desenvolvimento das operações nos diversos setores das empresas, podendo favorecer até mesmo em uma maior rentabilidade consequentemente proporcionando maior desenvolvimento a estas etapas.

A auditoria interna sempre foi apresentada as empresas com certa resistência por acreditarem que esta possui um custo elevado, como também interpretado pelos gestores como uma função de ganho mínimo nas operações, principalmente pelo fato dos demais funcionários se sentirem ameaçados já que teriam seus trabalhos avaliados assim como o cumprimento de metas e observação de suas atitudes e atividades, ocasionando assim a insatisfação dos mesmos.

A solução encontrada para que este tipo de insatisfação possa sessar, é transmiti-la aos gestores e funcionários de forma que compreendam a importância de uma auditoria interna. Sendo importante ressaltar que tal processo ira identificar falhas e realizar sugestões para solucionar possíveis problemas, a fim de proporcionar maior sucesso para as empresas e consequentemente retorno indireto para os funcionários.

Leia mais:   Por que as empresas fracassam

Ao fim desse trabalho acredita-se e ressalta a importância da ferramenta de controle interno nas empresas de pequeno e médio porte, por ser capaz de agir no controle de erros e fraudes reduzindo assim custos e proporcionando a permanência das PMEs no competitivo mercado.

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?