Planejamento-EstratégicoO planejamento estratégico é uma ação que pode causar um grande impacto positivo no empreendimento e até mesmo gerar vantagem competitiva. Porém, esse planejamento precisa ser elaborado com cuidado e com bastante atenção, seguindo métricas de análise fiéis para direcionar a estratégia. Do contrário, só irá gastar o tempo dos gestores e da equipe, resultando em um documento sem finalidade que será guardado na gaveta.

O planejamento estratégico é a etapa anterior às ações que irão estimular o crescimento da empresa. E para direcionar melhor o seu planejamento, listamos no post de hoje 6 dos erros mais comuns dessa prática para que você consiga identificá-los antes mesmo que eles aconteçam. Acompanhe a seguir!

Errar na definição dos objetivos

O primeiro passo do planejamento estratégico é entender a realidade da empresa naquele momento. Depois disso, é necessário traçar os objetivos de maneira alinhada com o que a companhia deseja, onde ela quer chegar e de qual maneira. De nada adianta começar pelos objetivos estratégicos sem conhecer o panorama da empresa e do contexto socioeconômico. Todos esses pontos precisam estar bem alinhados.

Falhas de comunicação no planejamento estratégico

A equipe que desenvolve o planejamento estratégico precisa estar em sintonia e trabalhando em conjunto a fim de juntar os resultados no final. Um exemplo disso é a análise SWOT, que precisa do envolvimento de todos e de uma boa comunicação para que se entre em consenso a respeito das forças e fraquezas da empresa. Se isso não acontece, o planejamento fica prejudicado e pode acabar sendo feito com informações equivocadas.

Leia mais:   Plano Estratégico Empresarial: A Biografia do Seu Negócio

Erros nos cálculos

Para implantar os projetos propostos no planejamento estratégico, é necessário tomar um cuidado especial com os custos que devem estar dentro do orçamento. Do contrário, fazer um plano de ações que não caiba na receita da empresa será frustrante e atrapalhará o calendário. É importante lembrar que os recursos não são somente financeiros, mas também humanos e estruturais. Eles devem ser dimensionados desde o início, determinando quem fará o que, qual a estrutura necessária e quanto isso irá custar para a empresa.

Falta de prioridades

O planejamento, como o próprio nome diz, é estratégico. Por isso, é imprescindível que sejam estabelecidas as prioridades. Certamente, a equipe vai ser capaz de listar diversos objetivos, eliminar aqueles que não são tão importantes e ficar com poucos estratégicos. Essa seleção pode ser mais eficiente e gerar mais resultados do que uma grande lista de planos. O foco deve ser no que é mais importante para não desperdiçar recursos da empresa.

Não envolver a equipe

O alinhamento dos objetivos e dos planos de ação do planejamento estratégico precisam necessariamente ser informados a todos os interessados a fim que o alinhamento seja o melhor possível. A equipe que desenvolveu o planejamento precisa, muitas vezes, vender o peixe para que o orçamento seja aprovado. Por isso, quanto mais gente comprar a ideia durante o processo, mais fácil será de torná-la real.

Leia mais:   Delegar o seu trabalho não significa delegar o seu negócio

Falta de acompanhamento

O planejamento estratégico não pode ser um documento a ser guardado na gaveta. Ao ser finalizado, ele pede por ações para colocá-lo em prática! É isso que vai determinar o sucesso ou o fracasso de todos os esforços da equipe. Depois disso, o acompanhamento das metas precisa ser feito a fim de saber se aquilo que foi planejado e analisado com base em tantas informações e tantos estudos prévios.

O planejamento estratégico pode ser um elemento crucial para o crescimento de um empreendimento. Mas ele precisa ser levado a sério e ser elaborado com bastante cuidado. Caso você tenha alguma dúvida ou queira fazer algum questionamento sobre o tema, deixe o seu comentário e participe da conversa.

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?