jovem-empreendedor.jpegO perfil empreendedor compõe com o perfil técnico e o perfil gerencial os três perfis profissionais básicos. São perfis que se aplicam a qualquer tipo de organização, pública ou privada e a todos profissionais.

É possível desenvolver esses perfis, ainda que com limites. Isso inclui o perfil empreendedor, que pode ser desenvolvido o suficiente para que você melhore seu desempenho profissional, caso um comportamento empreendedor mais desenvolvido o ajude em suas funções.

O Perfil Técnico

É a pessoa que, diretamente, “põe a mão na massa”. Pensando no ambiente de uma Prefeitura, pode-se citar: o orçamentista que faz o orçamento, o projetista que projeta, o planejador que planeja, o médico que dá consultas em um posto de saúde, o gari que limpa as ruas, a professora que educa na escola pública. Sua realização é ver um trabalho concreto pronto: o orçamento pronto, o projeto elaborado, o plano aprovado, paciente curado, a rua limpa, o aluno capacitado.

O desafio para o Perfil Técnico é fazer as coisas cada vez melhores e mais rápido. Não se importa, ou mesmo gosta, de trabalhar sozinho. Gosta de horários, mas esquece deles quando está em frente de um desafio técnico. Gosta de ir para casa com o dever cumprido, relaxado. Na visão da pessoa com o perfil técnico, o Gerente e o Empreendedor são predominantemente teóricos. Ele, sim, é que constrói o mundo. Sem ele, tudo não passaria de palavras.

Leia mais:   Os Estilos de Liderança

O Perfil de Gerente

O gerente gosta de ser o “maestro da banda”. Tem boa parte dos conhecimentos do técnico, quase sempre já foi um, mas não gosta mais de fazer trabalhos específicos. Ele se realiza coordenando pessoas para que tudo seja realizado e conforme o esperado. Ele divide as atividades entre os técnicos, acompanha o trabalho dos mesmos, cobra as execuções, identifica e corrige problemas e tudo mais necessário para que o trabalho final fique pronto sem erros e no prazo. Em uma Prefeitura, o gerente de projetos, o chefe de setor ou o coordenador de campo da limpeza pública se encaixam neste perfil.

Ele prefere atividades repetitivas, pois elas significam fazer tudo sempre igual e perfeito, se possível. Também lhe agradam cumprir horários e ir pra casa com o dever de casa cumprido, relaxado. Mas, sobretudo, o gerente gosta de lidar com gente. E também acha que é ele que faz o mundo. Afinal, o que fariam os técnicos se agissem de forma descoordenada? Pior ainda, é o que o Gerente pensa a respeito do Empreendedor: “Ele até que tem algumas grandes ideias, mas, no dia-dia, não passa de um teórico, sonhador. Quando entra na repartição é pra me atrapalhar, pois está sempre querendo mudar coisas que eu custei para colocar funcionando redondinhas”.

O Perfil Empreendedor

É o visionário, o criador. Onde os outros veem problemas, ele vê oportunidades. Mobiliza ao seu redor os recursos necessários para concretizar uma ideia. Tem metas, planeja, lidera, persiste. Não liga para horários. Quase não relaxa. Sua realização pessoal é realizar coisas novas, transformar sonhos em realidade. Está sempre procurando algo novo para fazer. Está seguro de que se não fosse ele, novos projetos não aconteceriam e o mundo não evoluiria.

Leia mais:   Fatores que Influenciam o Aprendizado Organizacional

Concluindo

A partir da explicação das características de cada perfil acima, pode-se concluir que a sociedade precisa de profissionais que tenham características dos três perfis, em doses equilibradas. Seja no serviço público ou nas empresas.

Um funcionário, com perfil empreendedor, que apenas queira iniciar novos empreendimentos, pode causar transtornos nas atividades de uma empresa. Nem sempre um projeto iniciado alcança seus objetivos, pois podem faltar recursos humanos e financeiros para o projeto.

E os outros perfis?

Da mesma forma não é adequado um funcionário com um perfil de gerente radical, pois tenderá a ser avesso às mudanças, boicotando novas iniciativas, novos comportamentos. Desta forma, ele poderá, até mesmo, prejudicar melhorias internas à Empresa, resultando, talvez, no fracasso de alguns projetos.

Esse perfil pode ser prejudicial quando o técnico é radical, aquele que evita, de toda a forma, trabalhos em equipe, desenvolvimento de ideias em conjunto e adoção de técnicas desenvolvidas por terceiros. Comportamentos como estes podem prejudicar a produtividade e o ambiente de trabalho na Prefeitura.

E você? Qual é o seu perfil?

Provavelmente, uma mistura destas três características. Ninguém é somente técnico, gerente ou empreendedor. Porém, quase todos os funcionários têm um desses perfis destacado.

Qual é o seu?

Ficou na dúvida?

Talvez você esteja nas exceções, pessoas que se destacam por terem mais de um dentre estes perfis.

Leia mais:   5 maneiras de tornar-se um melhor administrador

ProLucro

Related Post

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?