prolucro2017O pior da crise já passou? De forma geral, podemos dizer que sim. Se olharmos os principais indicadores da economia, houve uma inversão das curvas. Em breve o PIB começa a crescer, ainda que timidamente. A velocidade do desemprego também diminuiu e deve parar. E a inflação começa a arrefecer. A política, com os mesmos medíocres atores, saiu do caos total para um roteiro com metas e planejamento razoavelmente claros. Somente isso já está fazendo toda a diferença. Goste-se ou não da realidade capitalista, os investidores gostam de previsibilidade. Na realidade, quase todo mundo gosta de previsibilidade na sua vida.

E o que isso impacta sua empresa? Para a grande maioria das empresas, a macroeconomia, nesse momento de estabilização, impacta pouco. Os grandes e rápidos movimentos de mercado já ocorreram. Tudo tende a ser mais lento agora no macro. Então é hora de olhar o micro: sua empresa e o mercado onde está inserida.

Vamos dividir as empresas em 3 grupos: as que estão em crise, as que estão sobrevivendo e as que estão saudáveis.

EMPRESAS EM CRISE

Nesses casos, a meta e o planejamento necessário só devem ter um foco: sair da crise. O primeiro passo é entender com clareza quais fatores a levaram pra a crise, se esses fatores permanecem, se é viável contornar ou eliminar os fatores que permanecem e se é possível superar os estragos  com os poucos recursos disponíveis. Ou se é possível capitalizar ou vender a empresa. E como saber tudo isso? A maior parte dos empresários nessa situação não sabe dar essas respostas. Pior, muitos não têm sequer a humildade de reconhecer isso. E mesmo quem sabe muito, pode fazer mais assessorado por bons e frios profissionais. Em crises, a frieza é fundamental para enxergar o óbvio. Seja qual for o seu caso, corra atrás de ajuda. Mesmo para fechar as portas é preciso saber como. Se deixar para quando tudo estiver perdido, as consequências podem ser muito sérias e te perseguirem para o resto da vida. Dívidas trabalhistas, por exemplo, são um desastre. E um bom planejamento pode evitá-las com facilidade. A macroeconomia não resolverá seu problema. Corra, corra.
EMPRESAS SOBREVIVENDO
Nas atuais circunstâncias, podemos dizer que já é uma boa situação. Mas também aqui um bom diagnóstico é fundamental. Uma situação de sobrevivência pode deslocar-se para uma de crise. Assim, os fatores de risco devem ser bem conhecidos e monitorados. Mas há o outro lado da moeda. Pode haver caminhos de recuperar a boa saúde da empresa. Nos momentos de crise, o mercado se desloca com rapidez, destruindo muito, mas criando grandes oportunidades. A hora de identificar essas oportunidades chegou. A retomada do crescimento será em boa parte pelas empresas ociosas que estão aí. Vá em frente. Junte sua equipe e construa o kit mágico: diagnóstico, metas e planejamento. Depois da inspiração, vá para a transpiração, implantar o plano.
EMPRESAS SAUDÁVEIS
Se é o seu caso, antes de tudo, parabéns, mesmo que tenha contado com a sorte. A crise favorece muitas empresas. Nesse caso, é tudo uma questão de metas. Quais são as suas metas? Você quer crescer? Lucrar mais? Melhorar a qualidade de vida? Vender sua lucrativa empresa e mudar de vida? Você pode (quase) tudo. Estamos no ano do comprador, que coloca o preço nas mercadorias. E mesmo assim você está bem. Então não seria hora de se tornar um comprador? De investir? Mesmo aqui voltamos ao mesmo lugar, o kit mágico: diagnóstico, metas e planejamento.
Como vimos, esteja onde estiver, as perspectivas para sua empresa para 2017 só podem ser precisadas com o kit mágico: diagnóstico, metas e planejamento sob medida.

Sem descuidar do último trimestre de 2016, é hora de construir as perspectivas de 2017 para sua empresa. Boa sorte.

Leia mais:   O que pessoas de alto desempenho fazem quando o tempo fecha
Flávio-2
Flávio Barcellos

Especialista em consultoria em pequenas empresas, com 20 anos de experiência, tendo atuado pessoalmente em mais de 400 serviços. Especialista em programas de políticas públicas para pequenas empresas, com mais de 100 serviços prestados a órgãos públicos, associações empresarias, sindicatos e Sistema S. Consultor credenciado do SEBRAE. Engenheiro.

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?