viabilidade de negócioAs pessoas nos procuram perguntado sobre uma ou outra coisa, mas todas querem o mesmo, saber se a ideia de negócio delas é viável.

Plano de negócio é um documento que lista uma ou mais metas de um negócio e descreve as ações e recursos necessários para alcançá-las, tudo isso fundamentado em um diagnóstico prévio das condições do empreendedor e do mercado no qual o mesmo pretende investir.

Estudo ou análise de viabilidade de um negócio é um trabalho que objetiva concluir se o mesmo é viável, em geral do ponto de vista econômico e financeiro.

Do ponto de vista prático, qual a diferença entre um plano de negócio e um estudo de viabilidade?

Para mim, nenhuma. E agora eu explico o porquê.

Todos os dois trabalhos se iniciam com as mesmas tarefas: fazer um diagnóstico do mercado (em muitos casos algum extremamente simples), fazer um diagnóstico do empreendedor e das suas metas, levantar custos de produção e demais custos variáveis, dimensionar custos fixos e investimento inicial, determinar preços de venda, estimar volumes de venda, montar um fluxo de caixa, calcular o capital de giro necessário, calcular o investimento total e, finalmente, a taxa de remuneração do capital investido ou algo equivalente. Esse último dado é o que define a viabilidade do negócio e também e relativo. Para um empreendedor uma taxa pode ser boa e para outro não.

Leia mais:   Viralidade social: a maneira mais eficaz de trazer visitantes ao seu Website

Se todos esses dados são necessários nos dois casos, onde está a diferença?

Em pesquisa na Internet, ainda que rápida, só achei um colega que, como eu agora, se arrisca a comparar. E ele, em resumo, diz que o estudo de viabilidade é como que uma etapa preliminar do plano de negócio. O plano de negócio seria um detalhamento executivo de um estudo de viabilidade que apontou ser viável um negócio.

Acho válido se pensarmos que em alguns casos a não viabilidade se mostrar logo no começo de um estudo. Exemplo: a margem de contribuição de revender um produto em uma dada praça se mostre muito pequena por causa dos custos com frete. Para-se por aí, bem antes de se ter um estudo completo, ou um plano de negócio completo.

viabilidade de negócioOcorre que, no dia a dia, essa conta primária o cliente já chega com ela. Esse nível de análise de viabilidade ele já fez, é o que o traz em busca de um plano de negócio. A viabilidade efetiva exige estudar tudo o que mencionamos anteriormente. O estudo de viabilidade necessário é, na prática, um plano de negócio.

Posto tudo isso me arrisco a uma definição adicional à que fiz no início desse artigo:

Plano de Negócio é um trabalho técnico que, dada uma série de condicionantes previamente estabelecidas, simula a implantação e operação de uma ideia de negócio com o objetivo de prever a sua rentabilidade. A viabilidade do negócio existirá se a rentabilidade prevista e o grau de incerteza das variáveis utilizadas no mesmo se mostrarem dentro das expectativas do investidor.

Leia mais:   A consultoria na abertura de uma nova empresa

Quase simples.

A não viabilidade pode se mostrar em qualquer ponto do desenvolvimento do trabalho, às vezes ainda bem no seu início. Mas não é o que acontece na prática. Ideias muito frágeis são descartadas em uma entrevista inicial.

Seja um estudo, ou análise, de viabilidade, seja um plano de negócio, o que toda ideia de negócio precisa é de ter um.

Jamais, jamais mesmo, abra um negócio sem ter em mãos um plano de negócio elaborado com auxílio de profissionais experientes e que, lógico, aponte pela viabilidade.

flavio Flávio Barcellos
Especialista em consultoria em pequenas empresas, com 20 anos de experiência, tendo atuado pessoalmente em mais de 400 serviços. Especialista em programas de políticas públicas para pequenas empresas, com mais de 100 serviços prestados a órgãos públicos, associações empresarias, sindicatos e Sistema S. Consultor credenciado do SEBRAE. Engenheiro.

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?