Por que optar pela consultoria online?Muitos empresários hoje em dia ainda veem o serviço com desconfiança e franzem a testa ao som da expressão “Consultoria Online.” Na verdade, se examinarmos com atenção, esse conceito não é tão exótico assim. A Consultoria Online, entendida como uma consultoria prestada à distância, sem a necessidade dos indivíduos envolvidos estarem literalmente frente a frente, insere-se no contexto do Ensino à Distância, algo que existe há dezenas de anos e quem vem apenas se adaptando ao rápido progresso tecnológico que temos experimentado nas últimas décadas.

Quem não se lembra dos velhos Cursos por Correspondência que, com o tempo, deixaram de ser o monopólio dos Correios e invadiram as ondas do rádio, a seguir da televisão, até chegar aos dias de hoje, onde existem universidades inteiras que funcionam exclusivamente nos bits da Internet. Na prática, um “curso de educação virtual” refere-se a qualquer curso didático ministrado – no todo ou pelo menos em grande parte – através da Internet. “Virtual” é utilizado aqui em seu sentido mais amplo para descrever um curso que não é oferecido cara a cara em uma sala de aula, mas por um meio substituto que pode ser em princípio associado “virtualmente” ao ensino em classe, significando que as pessoas não têm de ir a uma sala física para aprender. Assim, a consultoria virtual refere-se a uma forma de aprendizado à distância na qual o conteúdo do curso é entregue por vários métodos, tais como aplicativos de gestão de curso, recursos de multimídia e vídeo-conferências. Assim como estudantes e instrutores já o vêm fazendo há algum tempo, empresários e consultores comunicam-se através dessas tecnologias.

Leia mais:   Terceirização em pequenas empresas: 6 vantagens e desvantagens

A indústria mundial do “e-learning” (ensino eletrônico) é economicamente significativa, e foi estimada em 2000 em mais de 48 bilhões de dólares, de acordo com estimativas conservadoras. Os avanços tecnológicos em multimídia e na Internet constituem os facilitadores básicos do e-learning, e o oferecimento de consultoria, conteúdo, tecnologias, serviços e suporte são identificados como os cinco setores-chave da indústria do e-learning. Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) são usadas extensivamente pelos jovens.

Em 1960, a Universidade de Illinois inaugurou um sistema de sala de aula baseado em terminais de computadores interligados, onde os estudantes podiam acessar recursos informacionais relativos a um dado curso, enquanto assistiam a palestras que eram gravadas em alguma forma de dispositivos remotos interligados, como televisão ou áudio. Mais tarde, sistemas remotos de computadores interligados foram estabelecidos para o intercâmbio de recursos entre universidades. Essa extensa rede, como se sabe, acabou extrapolando o seu caráter meramente acadêmico, e transbordou das universidades para as mesas do cidadão comum com a explosão da Internet nos últimos vinte anos.

Baixe agora o nosso eBook!

A proporção na qual o e-learning assiste ou substitui outras formas de ensino e aprendizado é variável, partindo de nenhuma até a interação totalmente online e à distância. Uma variedade de termos descritivos têm sido empregados (às vezes de forma inconsistente) para categorizar a proporção em que a tecnologia é empregada. Por exemplo, “aprendizado híbrido” ou “aprendizado mesclado” pode referir-se a suporte em salas de aula e laptops, ou pode referir-se a abordagens em que interações tradicionais cara a cara são reduzidas, mas não eliminadas, e substituídas por algum aprendizado online. “Aprendizado distribuído” pode descrever tanto o componente eletrônico de uma abordagem híbrida, ou mesmo ambientes de aprendizado à distância totalmente online. Um outro esquema descreve o nível de suporte tecnológico como “web-otimizado”, “web-suplementado” e “web-dependente.”

Leia mais:   Por que o Planejamento Estratégico é tão importante?

O e-learning e o “e-consulting” podem ser tanto sincrônicos como assincrônicos. A sincronia dá-se quando a interação ocorre em tempo real, com todos os participantes interagindo ao mesmo tempo, enquanto a assincronia é auto-ritmada e permite aos participantes trocar ideias ou informações sem a dependência do envolvimento de outros participantes ao mesmo tempo.

A interação sincrônica típica é a discussão face a face em uma video-conferência através do Skype, chat-rooms ou salas de aula virtuais, onde todos estão online e trabalham de forma colaborativa ao mesmo tempo. Já a interação assincrônica promove o intercâmbio de dados e informações por meio de e-mails, blogs, wikis, e fóruns de discussão, bem como textos suportados pela web, documentos de hipertexto, instruções gravadas em áudio, e redes sociais utilizando-se de recursos da Web 2.0.

Marco Fernandes

ProLucro Consultoria Empresarial

Alguns vídeos que podem lhe interessar:

O que é e quanto custa um PLANO DE NEGÓCIO?
O que é e quanto custa um PLANO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL?
O que é e quanto custa uma AVALIAÇÃO DE EMPRESA?